Cadê a alça ao Rodoanel em Suzano? Os descasos das lideranças são revoltantes

O segundo semestre de 2017 já está rolando e cadê as obras da nova alça ao trecho Leste do Rodoanel em Suzano? Vale lembrar que o governador, Geraldo Alckmin (PSDB), autorizou essa obra em maio de 2015, mas, até hoje, não existe sequer um prazo para o seu início.
Considerada fundamental para toda a região, o acesso seria ou será executada pelo Consórcio SPMar – que construiu e gerencia o trecho Leste do Rodoanel que, em Suzano, tem alças para entrada dos motoristas, mas não tem para saída.

Nesse início de julho o Oi voltou a questionar a Artesp sobre um prazo para o início da obra – que já deveria estar pronta, caso fosse iniciada em 2016

A nova alça foi projetada para a estrada dos Fernandes – em Sete Cruzes.
Nesse início de julho o Oi voltou a questionar a Artesp sobre um prazo para o início da obra – que já deveria estar pronta, caso fosse iniciada em 2016.
“A CETESB emitiu no fim de fevereiro a primeira licença de instalação para as obras do projeto de interligação do Trecho Leste do Rodoanel Mário Covas a Estrada dos Fernandes. O processo está em fase de discussões finais com a concessionária para inclusão da obra no contrato da SPMar. São questões jurídicas, orçamentárias e de projeto que já vem sendo tratadas desde então em diversas reuniões entre a Artesp e a SPMar com vistas a formalizar o aditivo contratual necessário com as melhores condições possíveis considerando o interesse público. A Artesp tem trabalhado para finalizar as negociações com a Concessionária, assinar o acordo conforme orientações do Poder Concedente e possibilitar que as obras iniciem ainda no segundo semestre de 2017”.
A informação da Artesp que aparece neste texto ‘entre aspas’ é a mesma transmitida pela Agência desde o início deste ano e demonstra que a tal agência (ligada ao governo estadual) não tem pressa alguma em ser transparente sobre o projeto ou iniciar a obra. Leia mais abaixo.

 

Autoridades do Estado de braços cruzados?

Se o diretor geral da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), Giovanni Pengue Filho (foto) se sente no direito de esconder informações sobre as tratativas financeiras, administrativas e jurídicas em relação a essa obra e projeto, até porque ele não precisa dessa nova alça ao Rodoanel, as lideranças políticas da região não tem, até onde se sabe, qualquer motivo para fazer de conta que não tem nada a ver com a enrolação da Artesp e da SPMar em relação a essa obra. Importante destacar que o governador Alckmin, em maio deste ano, informou ao Oi que esperava uma resposta do Tribunal de Contas sobre a ampliação do prazo de concessão do Rodoanel à SPMar como forma de pagamento pela obra da nova alça. Entre todas as autoridades, Alckmin, neste caso, é o mais transparente e interessado em tirar a obra do papel. Leia mais ao lado.

Alckmin Informou em maio deste ano que esperava uma resposta do Tribunal de Contas sobre a ampliação do prazo de concessão do Rodoanel à SPMar como forma de pagamento pela obra da nova alça

Frente Parlamentar e deputados de braços cruzados?

A Artesp segue ‘empurrando’ a obra da nova alça ao Rodoanel com a barriga e parece ter o apoio dos deputados estaduais da região. Não se tem informação de que deputado e coordenador da Frente Parlamentar, André do Prado (PR) tenha desenvolvimento qualquer ação política efetiva para resolver o assunto. Por que André do Prado, por exemplo, ainda não promoveu uma audiência pública com a Artesp, SPMar, governo do Estado e prefeituras com o objetivo de acelerar essa obra? Ninguém além do deputado pode explicar esse (aparente) descaso em relação a esse projeto. Os deputados Estevam Galvão (DEM), Marcos Damásio (PR) e Luiz Carlos Gondim (SD), também poderão se manifestar sobre a evidente falta de interesse ou capacidade de pressionar a Artesp e a SPMar em relação a essa obra.

 

Condemat e prefeitos da região de braços cruzados?

Porque, neste primeiro semestre, o presidente do Condemat (e prefeito de Guararema) Adriano Leite (PR) não fez qualquer tipo de ação regional para cobrar e pressionar a Artesp e a SPMar em relação à nova alça ao Rodoanel é outro mistério. Desinteresse? Incapacidade? Só o próprio presidente do Condemat poderá esclarecer/justificar a falta de iniciativa do consórcio sobre esse projeto. O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PR), também demonstrou ao longo do primeiro semestre um excesso de paciência incompatível em relação a urgência dessa obra. Ashiuchi, ao menos publicamente, não fez qualquer tipo de cobrança à Artesp ou cobrou ajuda do Condemat e à Frente Parlamentar para resolver um problema que é principalmente de Suzano. Todos poderão se manifestar nas próximas horas.

ARTICULISTAS

 

After you have typed in some text, hit ENTER to start searching...