Kits do programa “São Paulo Solidário” são distribuídos pela Prefeitura de Itaquá

 

Com o objetivo de superar a extrema pobreza e promover mobilidade social, a Prefeitura de Itaquaquecetuba – por meio das Secretarias de Desenvolvimento Social e de Desenvolvimento Econômico – em parceria com o governo do Estado deu início a entrega de kits do programa “São Paulo Solidário”. O projeto incentiva a qualificação profissional através da oferta de cursos de geração de renda e empreendedorismo. Ao final da capacitação é feita a distribuição de todo o material necessário para que os beneficiários contemplados com a iniciativa tenham a oportunidade de iniciar o seu próprio negócio.

Um total de 294 pessoas que concluíram a capacitação no primeiro semestre receberão os kits nos próximos dias, no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) em que são atendidos.

Na quarta-feira (02 de agosto), o prefeito de Itaquaquecetuba Mamoru Nakashima e a primeira dama e secretária de Desenvolvimento Social, Joerly Nakashima estiveram nos CRAS Vila Bartira e Morro Branco para realizar a entrega dos kits de manicure (estufa para esterilização, carrinho e cadeira para manicure, esmaltes, alicate, acetona, entre outros), corte e costura (máquina de costura, cadeira de costura, mesa para maquina de costura, linhas, agulhas, tesoura, tecido, etc…) e panificação (forno industrial, batedeira, liquidificador, formas, bicos para confeitar, espátulas, facas e outros).

“Nosso objetivo é fazer com que a família beneficiada, consiga gerar sua renda através dos cursos de empreendedorismo e de geração de renda, e assim se emancipar financeiramente. Além disso, essa nossa parceria com o Estado é muito importante, por contribuir para a superação da vulnerabilidade social das famílias envolvidas no programa”, explica a secretária Joerly.

Usuária do CRAS Vila Bartira, Noêmia Dias contou emocionada como foi à experiência de fazer o curso de corte e costura e ser contemplada com todo o material necessário para que ela comece a trabalhar.  “Estou muito feliz. Amo costurar. Vou poder fazer consertos e trabalhar bastante com esse presente que acabo de receber. Estou até sem palavras”, declarou.

O prefeito Dr. Mamoru ressaltou a importância do programa “São Paulo Solidário”. “Essa parceria vai beneficiar muitas famílias. Nosso desejo é que todas façam bom uso desses materiais e utilizem para gerar renda”, disse o gestor municipal.

Na quinta-feira (3 de agosto) as distribuições dos kits tiveram continuidade no CRAS Caiuby e no CRAS Quinta da Boa Vista. Em ambos os eventos o vereador Cesar Diniz de Souza estava presente.

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Social participaram da capacitação e foram beneficiados neste momento os alunos selecionados para o programa e que atingiram 75% de frequência, além de passarem por uma avaliação técnica.

A primeira etapa das entregas dos kits será concluída nesta sexta-feira nos CRAS Jardim Itaquá e Recanto Mônica. A segunda fase será com os alunos inseridos no programa e que estão já estão cursando as aulas de corte e costura, panificação, manicure, bem como jardinagem e cabeleireiro que estão sendo realizadas na Casa Aberta, Oficina Escola Karina Yamamoto, Fundo Social de Solidariedade, CRAS Caiuby e CRAS Recanto Mônica.

A gestora municipal do programa Luiza Xavier explicou que apesar de ainda ter alunos em curso que receberão os kits no segundo semestre (se atenderem todos os critérios do programa), não é possível inserir novas famílias ou participantes em nenhum dos cursos do São Paulo Solidário no município, uma vez que os beneficiários que já concluíram a capacitação e receberam os kits, assim como os que ainda estão em aula, foram selecionados pelo Governo do Estado, a partir dos dados de vulnerabilidade social disponíveis no Cadastro Único (CadÚnico), em que as famílias em situação de extrema pobreza do de Itaquá estão cadastradas.

ARTICULISTAS

 

After you have typed in some text, hit ENTER to start searching...