Prefeito diz que favela do Monte Cristo vai acabar até 2018 e promete nova avenida na área central

O jornal Oi questionou ontem, 8, o prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR) – confira o vídeo da entrevista no “Vai Encarar?” -sobre o fim da favela/comunidade do Monte Cristo. Nos últimos dias a reportagem alertou para o risco de essa ocupação (que tem cerca de 140 famílias/barracos) atrasar ainda mais os projetos (obras) da Fatec, do Hospital Federal e da extensão da rua Sete de Setembro. A área onde a favela resiste desde o século passado é da prefeitura, sendo que o governo do ex-prefeito Paulo Tokuzumi (PSDB) em vez de erradicá-la permitiu o seu crescimento. O Oi cobrou do prefeito um prazo para que a ocupação seja extinta e as famílias sejam transferidas para moradias mais dignas. O prefeito assegurou que no decorrer de 2018 toda a ocupação será erradicada e que as obras previstas para o terreno hoje ocupado são prioridades para o seu governo e a cidade.

Ashiuchi anuncia nova ligação entre ruas da malha central

Além de garantir que as obras da Fatec, do Hospital Federal e a extensão da rua Sete de Setembro (entre as avenidas Paulista e Roberto Simonsen) são prioridades para o atual mandato, o prefeito disse que vai investir na abertura de uma nova avenida entre a Armando Salles e a Roberto Simonsen- esse acesso será aberto entre o Suzano Shopping e antiga sede da Cerâmica São Caetano. Leia mais sobre o assunto ao lado.

Prolongamento da Roberto Simonsen é prioridade, afirma o prefeito

A extensão da avenida Roberto Simonense que hoje termina no Jardim Márcia (perto do Suzano Shopping) até as estradas de Santa Mônica e dos Fernandes também é prioridade, reforçou o prefeito na conversa de ontem com o Oi: “Essas obras são importantes para o desenvolvimento econômico de Suzano e à melhoria do trânsito. São prioridades”, destacou o prefeito. A extensão dessa via foi anunciada em 2012, mas nunca saiu do papel.

ARTICULISTAS

 

After you have typed in some text, hit ENTER to start searching...