Mamoru fala com o Oi sobre licitação de R$ 17 milhões e critica a oposição raivosa e derrotada

O jornal Oi questionou ontem o prefeito de Itaquá, Mamoru Nakashima (PSDB), sobre a liberação pelo governo do Estado de R$ 17 milhões para obras de infraestrutura na cidade e também sobre a decisão da Câmara de arquivar três pedidos de impeachment protocolados por políticos e representantes de grupos políticos que fazem oposição ao atual governo. Confira as perguntas do Oi e respostas de Mamoru que pela primeira vez se manifestou sobre o processo da Justiça Eleitoral em Itaquá. Neste processo o registro do diploma eleitoral do prefeito e do vice-prefeito por causa de um suposto abuso econômico na campanha de 2016 foi cassado em 1ª instância. A Justiça Eleitoral de São Paulo é quem dará a decisão final.

Jornal Oi: Sobre a liberação do governo Estadual de R$ 17 milhões para Itaquá. Que dinheiro é esse? Quando ele vai chegar na cidade? Para que será usado? Será necessário licitar empresa para a execução de obras com esse dinheiro?

Mamoru: A prefeitura irá tomar as providências para o certame licitatório e contratação da empresa que fará as obras na avenida Brasil, Estrada do Campo Limpo, ruas Taubaté, Ferraz de Vasconcelos, João Cabral de Melo e Francisco Octaviano, 30 de outubro, Cambará, Eldorado e avenida Ítalo Adami.

Jornal Oi: O que o prefeito achou da decisão da Câmara de arquivar três pedidos de cassação contra o seu mandato?

Mamoru: Foi uma decisão justa, pois não havia nenhuma fundamentação nas denúncias, não cometi nenhum crime, o que existe é uma oposição raivosa, que torce pelo quanto pior melhor e que ainda não aceitou a derrota nas urnas e a vontade da população de Itaquaquecetuba.

Jornal Oi: O processo da Justiça Eleitoral já foi resolvido? Em que fase está?

Mamoru: Estamos aguardando a decisão judicial.

ARTICULISTAS

 

After you have typed in some text, hit ENTER to start searching...