Projeto Vida Literária visita escolas em Ferraz e Poá

O Vida Literária realizará atividades neste mês de agosto em escolas públicas de Ferraz de Vasconcelos e Poá. A equipe do projeto levará à unidade de ensino palestra sobre a importância da leitura e também realizará a distribuição gratuita de aproximadamente 1.300 livros. A iniciativa é voluntária e conta com o trabalho de pessoas de diferentes regiões de São Paulo.
O projeto Vida Literária já passou por 15 unidades de ensino, sendo contemplados aproximadamente 2.800 alunos e distribuídos cerca 3.000 livros gratuitamente. No próximo dia 17 de agosto a nova ação será realizada na escola estadual Iijima, em Ferraz e no dia 22 de agosto a escola estadual Bertha Correa e Castro da Rocha recebe a atividade literária.
Todos os livros utilizados nestas duas próximas ações do projeto foram enviados pelos voluntários do Vida Literária e por pessoas de diversas regiões de São Paulo, após uma campanha de arrecadação feita pela Internet. Em cada escola é ministrada palestra sobre a importância da leitura para formação cultural e educacional e ainda é realizada a distribuição gratuita de livros para os estudantes que participam da atividade.
“Reunir 1.300 livros usados e novos, apenas com doações, é uma missão muito difícil. Por isso agradeço cada um dos nossos voluntários, que têm buscado junto a familiares, amigos, vizinhos, nos locais de trabalho, universidades, pontos comerciais, estas obras literárias. Estendo meus agradecimentos às pessoas que entraram em contado, via redes sociais, para também contribuir com livros. O Vida Literária só vai acontecer por causa do empenho e comprometimento destas pessoas”, comentou o jornalista e coordenador do projeto, Anderson Fernandes.
Ainda de acordo com Fernandes, o Vida Literária tem preferência por determinados livros. “Como são obras literárias para adolescentes dos Ensinos Fundamental e Médio e tem público do EJA (Educação de Jovens e Adultos) também, são indicadas obras de poesia, literatura brasileira, romances, ficção, autoajuda. Não podem ser livros didáticos e técnicos”.
Segundo a jornalista Débora Kaoru, que também coordena o Vida Literária, o projeto já passou por unidades de ensino das cidades de Mogi das Cruzes, Suzano, Itaquaquecetuba, São Paulo, entre outras. “Estamos alcançando nosso objetivo, que é facilitar o acesso ao livro e à leitura. Nossa estrutura ainda é limitada, mas o projeto é feito com muita responsabilidade e isso contagia outras pessoas, por isso tem dado certo”, disse.
Para contribuir com o Vida Literária é fácil! Só enviar um e-mail para jornalistafernandes@gmail.com, que será combinado como o livro chegará ao projeto. Quem precisar de mais informações sobre a iniciativa pode consultar os endereços: www.facebook.com.br/projetovidaliteraria e www.vidaliteraria.com.br.

ARTICULISTAS

 

After you have typed in some text, hit ENTER to start searching...