Walmir Pinto ‘esculacha’ o deputado Estevam e garante: “Nosso governo será melhor que o do Miyahira e do Candido”

O vice-prefeito de Suzano, Walmir Pinto (PDT), não perdeu a chance de aprofundar a polêmica que surgiu na semana passada quando ele e o prefeito, Rodrigo Ashiuchi (PR), questionaram/criticaram a iniciativa do deputado estadual (e ex-prefeito de Suzano) Estevam Galvão (DEM) de se reunir com o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), para tratar da transferência do Ceagesp da Capital para outra região da Grande São Paulo – sendo que Suzano demonstrou interesse em receber o empreendimento. Logo depois que o prefeito (de forma mais delicada) e o vice (de forma mais agressiva) questionaram a decisão de Estevam de ‘representar a cidade ou falar em nome da prefeitura’ com Doria, o deputado destacou ao Oi que o prefeito de São Paulo tem autoridade para tratar da transferência do Ceagesp, disse que Ashiuchi teve razão ao reclamar e ignorou as críticas pesadas de Walmir Pinto. Nessa quinta-feira em visita ao jornal Oi, o vice-prefeito que já foi secretário de Cultura e sempre fez oposição ao grupo político de Estevam, afirmou que não pretende ficar debatendo por meio dos veículos de comunicação sobre Doria e o Ceagesp, mas que a polêmica em torno do assunto exige debate e reflexões mais aprofundados sobre quem é quem e quem fez o que desde a emancipação política de Suzano em 1949.

As três grandes fases de Suzano

“É importante essa iniciativa do jornal Oi em permitir um debate mais aprofundado sobre Suzano. O fato é que depois da emancipação a cidade viveu um grande momento no governo do ex-prefeito Pedro Sinkaku Miyahira. Ele iniciou na década de 1970 o processo de industrialização e progresso em Suzano. O segundo grande momento de nossa cidade ocorreu nos mandatos do ex-prefeito Marcelo Candido (2005-2012). Pela primeira vez a periferia de Suzano recebeu grandes investimentos. Suzano tornou-se de fato uma cidade. Como suzanense nascido na (rua) Benjamin Constant avalio que o governo do prefeito Ashiuchi, do qual faço parte, representa uma terceira grande fase na história de Suzano. Estamos trabalhando intensamente para gerar desenvolvimento econômico e social à Suzano. O Brasil passa por um crise política, econômica e institucional, mesmo assim os primeiros sete meses desse governo deixa claro que uma nova etapa de avanços já está levando a cidade para a frente”, argumentou Walmir Pinto que, ao ser questionado sobre qual o papel do ex-prefeito e deputado nessa avaliação histórica da cidade não teve dúvidas: “O tempo em que o deputado comandou a política de Suzano (décadas de 1980 e 90) foi marcado por um vazio em termos de obras, investimentos e ações sociais. A cidade, a autoestima das pessoas foram devastadas por um governo e governante conservador, arrogante que até hoje ainda pensa e age como se fosse o prefeito da cidade. Não é mais. Nunca deu a sua contribuição para o desenvolvimento de Suzano. Hoje como deputado só faz fumaça, não termina nenhum de seus projetos e promessas, bancou o governo do ex-prefeito Tokuzumi que foi desastroso para a cidade. Enfim, é importante o povo de Suzano saber de tudo isso e ter a certeza de que o governo do qual faço parte é sério, trabalhador e comprometido com a cidade”, ressaltou Walmir Pinto.

ARTICULISTAS

 

After you have typed in some text, hit ENTER to start searching...